Leitura e prática são fundamentais para uma boa redação

ENEMA redação da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é uma preocupação para muitos candidatos. Os estudantes farão a redação no dia 27 de outubro, segundo dia de prova do Enem. Os professores ouvidos pela reportagem citam a leitura e a prática da escrita como fundamentais para uma boa redação.
O estudante deve ler jornais e revistas para se atualizar sobre os temas que mobilizam a atenção da sociedade e, assim, ter base para desenvolver bons argumentos na redação. A leitura é também um meio para adquirir vocabulário e evitar a repetição de palavras ao longo do texto.”É fundamental que os alunos façam um levantamento dos assuntos importantes que estiveram presentes nos jornais ao longo do ano para que possam ter uma consciência crítica sobre os assuntos que foram abordados”, explica a professora de redação do curso preparatório do Sistema Elite de Ensino, do Rio de Janeiro, Rita Bezerra.

Ler textos com a mesma estrutura do exigido no Enem – que é o argumentativo-dissertativo – para se familiarizar com a estrutura é outra dica. “Essa tipologia pressupõe que o aluno estabeleça uma tese e dois ou três argumentos que fundamentem essa tese”, explica Rita Bezerra.

Nessa reta final, com pouco mais de um mês para as provas, é bom intensificar os treinos. Fazer uma média de três redações por semana seria o ideal na avaliação da professora de redação do Curso Progressão Autêntico, do Rio de Janeiro, Talita Aguiar. O interessante, segundo ela, é escolher temas que estiveram em evidência no noticiário ao longo do ano. Fazer as redações anteriores do Enem também é um bom método de treino apontado pelos professores.

O professor de redação do pré-vestibular Alub, em Brasília, Marcelo Freire, chama a atenção dos estudantes para que revisem o noticiário anterior a julho já que a prova do Enem é elaborada com meses de antecedência. “Eles precisam revisar as atualidades de alguns meses atrás. Isso gera uma confusão nos candidatos que pensam que o que está saindo agora no jornal cai na prova”, explicou.

A redação do Enem é aplicada no mesmo dia em que as provas de linguagens, códigos e matemática, que somam 90 questões. O candidato tem cinco horas e meia para fazer toda a prova. A recomendação é que se gaste, em média, uma hora com a redação. A professora Rita Bezerra sugere que os estudantes comecem a fazer as provas pela redação para que não cheguem ao momento de escrever o texto já cansados e, também, para o candidato ter mais tranquilidade com a redação garantida.